sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Acabou!
















Acabaram-se os sonhos,
Acabou-se as ilusões, as fantasias
Uma parte de mim se foi
Junto com a tua partida
Dentro do meu ser... tudo se quebrou
Ficando os estilhaços de resto de um nada.
Abandonei tudo à minha volta
Fechei-me para o mundo
Acabei com o meu coração.
Minha alma navega agora
Em águas profundas... pouco claras...
A morte.. aproxima-se a passos lentos
E meu corpo abandona-se...
Deixa-se levar para o fundo de algo...
Minha visão turva.. tudo se perde...
E nesta minha insanidade quase perfeita,
Nesta minha loucura quase demência,
Procuro-te em vão...
Minha mente divaga por ti... mas tu não estás.
Por isso... acabou...
Este estado.. sem estado
Este livre animo... desanimado
Porque não te posso ter pela metade...
Meu coração reclamar-te-á sempre.... por inteiro!

2 comentários:

Mi (de Miguel) disse...

Um recado de desespero de uma mulher apaixonada... acabou... será?!
Beijos

Antonio Mariani disse...

Ciao Artista, sono Antonio(Anthon)Belle ed emozionanti le tue poesie; spero di vederti nel mio blog così potremo "seguirci a vicenda" se vuoi.
Ciao poeta!